My name is Patthy... Bondgirlpatthy

Bem - vindos ao meu cantinho virtual . A "casa" está sempre aberta à todos que queiram vir aqui ler e comentar meus posts. Este blog não tem compromisso jornalístico portanto não tem compromisso com a imparcialidade. Mas o meu compromisso com a democracia continua. Aqui toda opinião é importante e respeitada. Fiquem à vontade, a "casa" é de vocês. Voltem sempre q quiserem . Um beijo com muito carinho e obrigada.


sábado, 28 de janeiro de 2012

Citroëm 007 um carro Somente para nossos olhos

Bem sabe meu querido amigo Marketto que tem momentos na vida de um fã que são acontecimentos muito especiais que fica difícil de acreditar que sejamos merecedores de vivenciá - los.
E hoje aconteceu comigo um desses momentos.
Estive na Rua Oscar Freire, famosa por ser uma rua cheia de lojas de grife que dita moda, onde a alta sociedade circula fazendo suas comprinhas. Mas eu não fui lá para fazer comprinhas. Fui ver um carro.
Porém esse carro não era um qualquer. Era o carro original do filme 007 Somente para seus Olhos, um Citroën 2CV com direito até aos tiros e amassados feitos durante as filmagens das cenas em que James Bond (Roger Moore) e Melina Havelock (Carole Bouquet) são perseguidos pelos vilões. O veículo estava exposto para os olhos de todos que passavam pela esquina da Rua Oscar Freire com Rua da Consolação, possivelmente uma ação promocional comemorativa pelo aniversário de 50 anos do personagem 007 no cinema.
Assim que cheguei mal acreditei no que meus olhos viram tão de perto, sendo que até então só tinha visto na distância da tela de minha TV. Um carro amarelo estacionado meio despretenciosamente mas claro, vigiado de perto todo o tempo por dois seguranças que pareciam até agentes do MI-6 pela discrição em seus mínimos gestos.
Tirei várias fotos. Bem, umas eu tirei. E outras minha mãe tirou porque a emoção tomou conta e me paralisou.
E se ver o carro já era incrível, imagine você chegar e contar para alguém que entrou num dos carros do 007! (e poder provar com fotos que não deixam dúvida). Tive essa experiência. E o engraçado é que o segurança é que me perguntou se eu queria entrar. No que eu disse que sim, ele abriu a porta muito gentilmente. Lhes digo meus amigos que foi maravilhoso, por dentro mesmo simples, é incrível! As meninas que perdoem mas eu fui Melina Havelock por alguns instantes e a sensação era tão real que parecia que a qualquer momento James Bond entraria no carro e repetiríamos a cena (Vejam a cena original completa ao final do post. Agradeço ao amigo Luiz Felipe da Comunidade 007 que achou o vídeo).
Para coroar tudo isso, ainda tive a alegria de reencontrar Sir Romano que é cover do Sean Connery e estava tirando fotos promocionais com o carro. Conversamos um pouco sobre 007 e também sobre a Comunidade 007 e eventos. E claro, tiramos umas fotos juntos também.
Depois disso, na próxima vez em que eu assistir ao filme 007 Somente para seus Olhos (que aliás é um dos meus preferidos do Roger Moore) com certeza terei outro ponto de vista como nenhum outro fã jamais teve, uma visão Somente para meus olhos.





Eu dentro do carro

Carro inteiro

Cartaz comprova que o carro é original

Visão traseira com a placa usada no filme e tiros verdadeiros

Visão dianteira com amassado original e tiros reconstruídos com decalque

Eu e Sir Romano (Sean Connery Cover) um gentleman como sempre









quarta-feira, 25 de janeiro de 2012

Demônios da Garoa a música de São Paulo

Bar Brahma em maio de 2005


Normalmente não sou bairrista só que hoje vou me permitir ser pois tenho razões de sobra para isso.
Há 36 anos nasci em São Paulo, filha e neta de migrantes nordestinos que como tantos vieram para cá com a esperança de uma vida melhor.
E por mais caótica e fria que seja São Paulo por ser a cidade que "amanhece trabalhando" se olharmos bem, tem espaço para diversão e poesia como a música. E é dessa são Paulo que quero falar através de seu símbolo musical maior. Quem nunca ouviu Trem das Onze ou Saudosa Maloca entre um e outro quais quais quais? Acho que todo mundo que more aqui, sendo paulistano, paulista ou que receberam acolhida vindos de outros estados já ouviu pelo menos uma vez.
 Estou falando de um grupo de samba que é a cara de São Paulo: Demônios da Garoa (na foto a formação de 2005 com Ramirez, Izael, Serginho, Canhotinho e Simbad).
A história deste grupo que estampa seu nome até no Guiness Book é quase tão antiga quanto a história de São Paulo que aniversaria hoje.
Tudo começou em 1943 num programa de rádio com o nome de "Grupo do Luar". Por serem muito brincalhões, logo eles mudaram de nome por sugestão do fã Vicente Leporace que os rebatizou de "Demônios da Garoa". E a parceria de sucesso entre os sambistas e o compositor Adoniran Barbosa rendeu e rende até hoje homenagens e prêmios como o grupo brasileiro mais antigo desde 1994 no Guiness Book e ter a música símbolo de São Paulo escolhida por votação popular feita pelo SPTV da Globo, Trem das Onze foi escolhida com maioria esmagadora.
Sou fã deste grupo desde que me entendo por gente e em 2005, assisti ao show deles pela primeira vez no Bar Brahma, localizado na esquina da Av. Ipiranga com Av. São João, em comemoração aos meus 30 anos. Foi inesquecível, nada mais paulistano que isso e nada mais paulistano que prestar essa homenagem à eles no dia em que São Paulo completa 458 anos. Amo vocês e sua música queridos Demônios. Muito sucesso sempre! Beijos.

sábado, 14 de janeiro de 2012

Amor e Revolução mostrou sua força e deu uma aula de história

Wallpaper Amor e Revolução. Arte: SBT


Há poucos instantes foi ao ar o último capítulo da novela Amor e Revolução pelo SBT. Durante meses, sem muito holoforte, sem uma audiência "global" nem uma popularidade assim tão notória, espectadores como eu acompanharam o amor de José Guerra (Claudio Lins) e Maria Paixão (Graziela Schimidtt) e a luta contra os anos de chumbo que assolavam o Brasil.
Claro que no meio do caminho houveram mudanças bruscas como a retirada das cenas de tortura que eram bem explícitas e também dos depoimentos de pessoas reais que viveram aqueles dias negros. Isso porque uma comissão de generais reformados daquela época queria tirar essa novela do ar. Mas graças a um país que hoje não tolera mais censura, a novela saiu do ar quando tinha de sair, ao fim do seu último capítulo.
Amor e Revolução pode não ter sido lá uma produção impecável como as novelas tradicionais de outras emissoras e nem contar em seu elenco com atores que estão em evidência. Ao contrário, trouxe gente boa de volta e também apostou em caras novas, arriscando- se muito na audiência. Só que a novela já fez história por diversas razões como a primeira novela onde um casal de homossexuais formado pelas atrizes Gisele Tigre e Luciana Vendramini deram um beijo na boca. Algo inédito até então que todas as emissoras que fizerem novelas daqui para a frente vão ter de aceitar que não serão mais pioneiras.
A meu ver, mesmo sob a bagunça de algumas datas, Amor e Revolução contou a história dos tempos da ditadura com uma coragem que nenhuma outra contou. Tiago Santiago foi ousado, corajoso e persistente fez de seu texto algo realmente revolucionário e empenhou em seu trabalho uma dedicação e um amor incríveis.
No final aponto apenas uma falha: eles deviam terminar a novela no período em que finalmente a censura caiu deixando para o público a chama da liberdade acesa nos corações. Mesmo assim foi válido pois o papel social da novela foi cumprido. Mostrar um lado obscuro da História de forma clara e também mostrar que sem união e luta um povo não tem direitos.
Valeu Tiago Santiago por você ter feito história na TV e mostrado à todos que não é necessário ter grandes produções para fazer algo realmente marcante. Vou sentir saudades, mesmo! "...roda moinho roda pião, o tempo rodou num instante nas voltas do meu coração".

Dedicado à Thiago Santiago, elenco e equipe da novela "Amor e Revolução". Parabéns pelo trabalho. Um beijo à todos!


sábado, 7 de janeiro de 2012

Começando muito bem 2012


Eu não costumo escrever textos do tipo "diário" a não ser quando a ocasião merece. E nada melhor do que começar 2012 entre amigos muito queridos. Foi uma tarde muito agradável e deliciosa como nos bons e velhos tempos. Muita alegria, brincadeiras e animação que sempre tivemos. O mais incrível de tudo é que normalmente nos encontramos em eventos., especialmente eventos de James Bond. Só que desta vez não tinha filme, evento e nem Con. Na verdade, nós mesmos fomos o evento. Obrigada Marcus, Master, Viviane (namorada do Master, simpática), Re, Surya, Lord Dri, Deborah, Carmoninha, Azhiel, Nathan e agradecimento especialmente pelo carinho, Dani, Dª Marie e Flávia (noiva do Dani) que mesmo ficando pouco tempo me deixou feliz em vê - los e, Flávia, adorei conhecer você..
E também teve o Serginho e sua namorada Stheffany, uma menina muito legal. Mesmo chegando um pouquinho depois não fez mal pois com esse astral só fez brilhar ainda mais a nossa tarde e a fazer mais divertida. Afinal, os últimos jamais serão os menos importantes.
Até mesmo reencontros de pessoas que apesar de se falarem pela internet nunca mais tinham se visto pessoalmente como foi o caso do Lord Dri, Carmoninha e Marcus.
Se ver amigos me deixou feliz, imaginem como me senti ao reaproximar outros que não se viam por falta de oportunidade. Fiz ao menos uma boa ação este ano e meu coração ficou mais feliz ainda.



Não poderia haver maneira melhor de começar esse ano de 2012 do que com todo esse astral e alegria e ao mesmo tempo comemorar os 9 anos em que essa galerinha especialíssima faz parte de minha vida. Só tenho a agradecer à vocês queridos. Valeu por cada segundo de nossa amizade, por todo carinho e amor que é recíproco. Cheers shaken not stirred e que outros momentos como esses que passamos hoje sejam mais frequentes. Amo vocês!