My name is Patthy... Bondgirlpatthy

Bem - vindos ao meu cantinho virtual . A "casa" está sempre aberta à todos que queiram vir aqui ler e comentar meus posts. Este blog não tem compromisso jornalístico portanto não tem compromisso com a imparcialidade. Mas o meu compromisso com a democracia continua. Aqui toda opinião é importante e respeitada. Fiquem à vontade, a "casa" é de vocês. Voltem sempre q quiserem . Um beijo com muito carinho e obrigada.


sábado, 31 de maio de 2014

Com Eva... Ri muito


Com Eva... Ri muito.
Assim foram minhas tardes de segunda a sexta desde 02 de dezembro de 2013 até ontem, 30 de maio de 2014.
Logo na abertura da novela, vi um nome no elenco: Lucero. Imediatamente vieram em mente lembranças de uma infância feliz em frente à TV vendo uma outra novela, Chispita. 
A primeira novela mexicana que assisti na vida em 1982 pelo SBT e também a primeira novela infantil transmitida pela emissora.
Lembrava que o verdadeiro nome da "Chispita" era Lucero Hogaza e pensei: "Será a mesma Chispita com longas tranças grossas que eu pedia para minha mãe fazer somente para ficar igual à personagem?"
Quando vi a primeira cena de Lucero em Por Ela...Sou Eva, aquele sorriso, aquele olhar confirmaram que sim, mesmo sem as tranças.
A Lucero era a mesma pessoa. Cresceu mas continuou tal qual me lembrava dela. Que alegria poder revê - la
 
 

Lucero Hogaza criança (esq) e hoje em dia (dir)

 
 
Comecei a acompanhar a trama escrita por Rosy Ocampo, que conta a divertida estória de
João Carlos (Jaime Camil),  um sedutor que só quer usar as mulheres e não acredita no amor. Ele é um executivo do Grupo Império, uma empresa de destaque no ramo de turismo. Utilizando seus famosos dotes de conquistador, ele finge ser um empresário estrangeiro para tentar roubar de Helena Moreno (Lucero), seu inovador projeto de desenvolver uma praia mexicana, mas ao se envolver com ela e com seu filho, se descobre apaixonado pela primeira vez.
Quando ele pensa em revelar a verdade, é desmascarado por ela, e ao mesmo tempo acusado injustamente de uma fraude pelo vice-presidente da empresa que trabalha, o perverso Plutarco Ramos Arrieta (Marcelo Córdoba), que na verdade foi quem roubou o projeto de Helena e agora a acusa de plágio. Perseguido pela policia, João Carlos foge e sofre um acidente, enquanto no grupo, Plutarco decide contratar Helena para que ela mesma dirija seu projeto. Ela, desempregada e com uma acusação nas costas, se vê forçada a aceitar o emprego para conseguir provar que foi vítima de um engano.
É então que João Carlos, que está escondido, encontra a oportunidade para limpar seu nome e recuperar o amor de Helena. Ele decide caracterizar-se de Eva, e dessa maneira aprenderá uma lição que mudará seu modo de ver a vida e sua percepção em relação às mulheres.
Depois de se vestir de Eva, João Carlos procura saber da vida de Helena e do filho dela, tentando ao mesmo tempo conseguir provas da sua inocência e da inocência de Helena. Por isso, ele passa a trabalhar no Grupo Império.
Foram muitos momentos de risos e felicidade. Cenas hilárias e uma trama leve, às vezes até meio óbvia porque só em novela mesmo para ninguém perceber um homenzarrão como o João Carlos disfarçado de mulher todo desengonçado e ver todo o sofrimento dele ao se vestir e agir como mulher. Jaime Camil além de ser muito bonito e charmoso também é talentoso para comédia. Quantas vezes não chorei de rir com as trapalhadas da "Evinha". E a Mimi (Patrícia Navidad)? Estabanada maquiadora e dona da pensão que ajudou a criar o disfarce de Eva para João Carlos? Completamente doidinha da cabeça mas com muita bondade no coração.
A perua Rebeca Oropeza, acessora de imprensa do Grupo Império e amante do Plutarco com uma sensualidade tão exagerada que mais faz a gente rir do que achar provocante ou vulgar. Que roupinhas hein Rebequitcha! (risos). Ela só queria casar com o amante e ter uns tostõezinhos para gastar. Como vilã era mais cômica do que o Chapolin Colorado. Seus planos tinham finais desastrosos de rolar de rir.
 
Lucero (centro) e Jaime Camil como Eva (esq) e João Carlos (dir)
 
 
Sei que mal a novela terminou e já quero ver outra vez. Estou com saudade. Um dia quero escrever para a Lucero e contar prá ela toda essa história e quem sabe um dia conhecer pessoalmente. Só sei que vai ser difícil passar as minhas tardes sem a Eva. Cristooooooooooooooooooo!
Que, que que what? Como assim não vai ter mais para assistir? 
 
 

Elenco de Por Ela...Sou Eva na sede da Televisa - México

   




 

segunda-feira, 19 de maio de 2014

Enfim temos nossa casa


Público lota Arena Corinthians imagens: TV Band




Demorou mais de um século para o Corinthians conquistar o "sonho da casa própria" mas finalmente chegou o dia. Em 103 anos de existência do Sport Club Corinthians Paulista, o time nunca teve uma casa digna de sua grandeza e conquistas embora pequenos campos como a Ponte Grande que abrigava no início dos anos 10 do século XX times de várzea, entre eles o pequeno de nome pomposo, Corinthians, que não demoraria a ser grandioso. E também campos medianos como o Estádio Alfredo Schürig, popularmente conhecido como "Fazendinha" localizado na sede social do clube e que além de abrigar alguns jogos oficiais entre as décadas de 20 e 30 do século passado que servia também como campo de treinamento para a equipe de futebol profissional até pouco tempo atrás.
O fato é que mesmo assim as brincadeiras sem graça dos adversários diziam que o Corinthians era um time sem estádio (ou melhor, sem "istádio" em bom paulistanês). Ok pessoal, a farra acabou, essa piada também morreu. Vocês vão ter que engolir essa. Aceitem os fatos piadistas de plantão, procurem outro assunto prá brincar. Além de tudo, a Arena Corinthians vai ser o campo de abertura da Copa do Mundo de 2014 enquanto outros estádios de outros clubes que eram "esfregados na cara" do corinthiano como se fossem verdadeiras "maravilhas" ficaram de fora.
Podem falar o que quiser, que foi construído com dinheiro público etc e tal que eu não ligo. Até onde eu saiba, pelo que sai vez por outra na imprensa, muitos outros campos antes eram área pública. E aí?
Querem saber do que mais? Eu estou felicíssima com a nova casa. E mesmo vendo apenas pela TV eu senti um grande orgulho de um dia ter pisado lá quando tudo era ainda terra, pedras e andaimes de construção e depois ver aquela coisa linda, moderna e nova. Sim, faltam ajustes e a conclusão total será somente em 2015 mas tem muita coisa pronta e funcionando.
Ontem foi dia de festa e ao mesmo tempo de fazer os primeiros testes para saber se tudo iria pasar pelo crivo da FIFA. E pelo que os jornalistas falaram nas várias mesas redondas houveram algumas falhas mas nada que não pudesse ser ajustado até a Copa.
No jogo diante do Figueirense tudo estava sendo testado. Parecia até que a Copa já tinha começado. Evento impecável e transmitido para todo o país que com certeza parou para ver acontecer um dia que poucos acreditariam que seria verdade: a inauguração do estádio do Corinthians.



Equipes e árbiros entram em campo imagem: TV Band


 
 
 
Execução do Hino Nacional Brasileiro imagem: TV Band
Falando do jogo em si, o Corinthians não jogou muito bem, se deixou envolver pela forte marcação do Figueirense. A ansiedade por tudo, pela inauguração do novo estádio e pelo primeiro gol oficial marcado, pressão comum de jogo, até mesmo os erros do técnico Mano Menezes também contribuíram para a derrota. Incompetência do "dono da casa" que tirou o brilho da festa.
E coube, infelizmente, ao jogador Giovani Augusto do Figueirense marcar o primeiro gol da Arena Corinthians aos 2 minutos do segundo tempo.
Claro que eu queria uma vitória, comemorar esse dia histórico com mais alegria. Mas vai saber o que o destino aprontou e o que ele nos reserva em nossa casa. Por exemplo, em 10 de setembro de 1910, primeiro jogo do Corinthians ainda no campo de várzea diante do União da Lapa, time de prestígio na época, teve uma derrota de 1 a 0 mas isso pouco importou para aqueles primeiros Corinthianos porque o sonho de fundar e ter um time só seu tornou - se realidade. Vejam como aquele time cresceu e tantas coisas conquistou. E hoje compartilho desse sentimento: Se ontem o time não venceu pode ser que a história que começa a ser escrita na nova casa pode reservar páginas ainda mais heróicas do que as que foram escritas nesses 103 anos. Vai Corinthians! Ainda tens muito a conquistar!



Começa o jogo na Arena Corinthians imagem: TV Band