My name is Patthy... Bondgirlpatthy

Bem - vindos ao meu cantinho virtual . A "casa" está sempre aberta à todos que queiram vir aqui ler e comentar meus posts. Este blog não tem compromisso jornalístico portanto não tem compromisso com a imparcialidade. Mas o meu compromisso com a democracia continua. Aqui toda opinião é importante e respeitada. Fiquem à vontade, a "casa" é de vocês. Voltem sempre q quiserem . Um beijo com muito carinho e obrigada.


sábado, 5 de outubro de 2013

From Ian Fleming, Albert Broccolli e Harry Saltzman with love

Ian Fleming, Harry Saltzman e Albert Broccolli foto: 007 Magazine
 
 

Hoje é um dia especial. Em 1962 a exatos 51 anos o primeiro filme de 007 no cinema. Estou muito feliz porque além de muita emoção tanto nas telas do cinema quanto nas páginas de um livro também trouxe muita coisa boa para minha vida.
Eu queria por instantes poder conversar com Ian Fleming, Albert Broccolli e Harry Saltzman para lhes dizer tanta coisa...
Dizer que a cada vez que leio um livro com alguma estória de James Bond sou transportada para um mundo mágico e perfeito, não sinto o tempo passar. É como estar em boa companhia e nunca querer partir. Imaginar aventuras emocionantes, junto com ele salvar o mundo e no final receber como recompensa o final feliz com meu herói.
E cada vez que eu vejo um filme é como se por alguns instantes não houvessem problemas, sentir o coração disparar com a beleza sedutora de James Bond. Beleza que encanta, aprisiona e perturba. E também com a ação de quem sempre salva o mundo viajando pela história verdadeira e a fictícia que se misturam. Aprender coisas "chatas" da maneira mais legal. Se interessar por política sem perceber e sempre querer cada vez mais.
Sinto tanta coisa boa que saio leve. É algo que não se compreende mas se sente lá no fundo da alma e que faz tão bem.
E como é bom fazer amigos, encontrar com outras pessoas que se identificam comigo e que entendem esse sentimento. Sair numa tarde de fim de semana e ir para uma livraria. Para falar de livros e de filmes (e nos intervalos falar amenidades e bobagens, procurando uma brecha para o assunto principal sempre estar em pauta). E nunca se cansar. Sempre querer mais, sentir saudade assim que a reunião se encerrar.
Tanto a agradecer, tanto a dizer para vocês e não poder encontrar.Um brinde shaken not stirred! Happy a Bond Day! Nobody does it better e Bond é para sempre. O resto vocês já sabem...