My name is Patthy... Bondgirlpatthy

Bem - vindos ao meu cantinho virtual . A "casa" está sempre aberta à todos que queiram vir aqui ler e comentar meus posts. Este blog não tem compromisso jornalístico portanto não tem compromisso com a imparcialidade. Mas o meu compromisso com a democracia continua. Aqui toda opinião é importante e respeitada. Fiquem à vontade, a "casa" é de vocês. Voltem sempre q quiserem . Um beijo com muito carinho e obrigada.


domingo, 15 de julho de 2012

Minha visita à Taça Libertadores da América



Taça Libertadores da América no espaço dedicado à ela no Memorial do Corinthians



Mãos postas, no escuro, iluminada apenas pela luz da TV de meu quarto que transmitia uma novela que estou acompanhando. Em silêncio como numa prece, radinho de pilha desligado mas pronto para confirmar (ou não) gritos de gol dos vizinhos e coração acelerado mais que o normal. Assim acompanhei ao jogo final da Libertadores da América entre Corinthians e Boca Juniors. Foi assim que vi a história recente acontecer diante de meus olhos qual um filme digno de um Oscar. Após comemorar muito, gritar e acordar a casa, pegar meu cobertor, colocar nas costas e sair gritando feito doida no quintal, fui dormir feliz da vida achando que quando acordasse tudo voltaria ao "normal".



A ficha só começou a cair nos dias seguintes onde comemorações e reportagens confirmavam que eu não tinha visto um filme mas sim que era vida real.
Parece brincadeira mas em plena sexta - feira 13 a Taça Libertadores finalmente foi conduzida ao Memorial do Corinthians numa linda festa como só o Corinthiano é capaz de realizar. Fogos, bateria de escola de samba e papéis prateados picados. Era meio dia e uns minutinhos e eu ouvia tudo do vestiário feminino da escola de natação onde acabava de calçar as meias e sapatos. Mesmo sem ver, meu coração me avisou descompassado de alegria. 
A conquista aconteceu num 4 de julho importantíssimo para a humanidade quando cientistas descobriram uma partícula  que pode ser a prova do início da vida na Terra, apelidada de "partícula de Deus", confirmando a teoria do físico  Peter Higgs. Por essas e outras que a primeira Libertadores do Corinthians só poderia acontecer num dia tão especial e importante, para ficar marcado para todo o sempre.
E 23 horas e alguns minutos depois lá estava eu, na enorme fila que se formava do lado de fora do clube cheio de Corinthianos das mais diferentes idades, condições sociais, econômicas e religiosas aguardando para visitar a mais nova e inédita conquista do clube. Não demorei muito para entrar. Além de ser sócia desde 30 de abril de 1997, tenho também preferencial em qualquer fila.
Foi lindo ver a Taça num grande painel reproduzindo um mapa das Américas onde marcavam os lugares onde foram disputados os jogos e também a chuteira que imagino ser de Émerson Sheik que marcou os dois gols e a bola do jogo histórico.
Tirei fotos ao lado da Taça. E mesmo através do vidro, nota - se a sua imponência e importância. Bem que me disseram que era linda. Achei grande também pelo tamanho. Difícil descrever. Só quem a conhece de perto sabe o que estou querendo dizer.
A Libertadores é do Corinthians, título invicto, depois de uma espera de 35 anos (se contarmos desde 1977 quando o clube participou da competição pela primeira vez).
Um marco em 101 anos de história (adversários façam direito as contas pois ainda não estamos em 1º de Setembro que é quando o clube completa o próximo aniversário e não se esqueçam que para ter 2 ou 3 títulos, todos devem começar pelo primeiro).
Obrigada Corinthians, obrigada Sheik, Romarinho, Tite. Meu muito obrigada eterno para vocês. Como é bom ser Corinthiano, quem é sabe o que significa tudo isso nem precisa que eu explique. Quem não é, sinto muito. Por mais que eu explique, jamais entenderá. Afinal não se explica um sentimento inexplicável como este seja ele na glória da vitória, na lágrima de uma derrota ou numa volta por cima como esta conquista. Corinthians meu Eterno e Grande Amor para o que der e vier!




Achei a plaquinha do Corinthians colocada lá
de forma invicta
Além de grande pela importância também é grande no tamanho
Neste radinho ouvi os jogos até as semifinais. Ele me acompanha
desde a Série B em  2007
























quinta-feira, 5 de julho de 2012

Valeu a pena esperar tantos anos. Corinthians campeão da Libertadores deu a grande volta por cima

Charge publicada pelo site Meu Timão após o jogo histórico

Valeu a pena esperar 35 anos, desde nossa primeira participação na Libertadores da América em 1977 para agora, enfim, soltar nosso grito de campeões! E eu particularmente esperar 22 anos desde a conquista do primeiro título Brasileiro em 1990, que acompanhei quando tinha quinze anos, ainda meio perdida no que dizia respeito a torcer por um clube de futebol. Era corinthiana sim mas só por ser, não ligava muito. 1990 me "acordou" e me fez aprender como age uma torcedora.
Estou rouca, demorei a dormir, a garganta ainda dói um pouco e meu corpo cansado por ontem ter nadado 1 km sem parar na piscina do Corinthians onde faço aula de natação. Mente tensa pelos noventa minutos mais intermináveis de minha vida de torcedora, ouvir e não crer que 2 gols de Émerson Sheik "calaram o Boca". Acho que só amanhã ou depois minha ficha vai cair, especialmente quando for visitar a Taça no Memorial do clube.
Algo tão incrível que parecia mais um filme épico desses feitos pelos grandes gênios. Pensei em meus primos corinthianos vibrando, devem estar roucos, sem ação. E também nos primos que não são corinthianos e ficaram só esperando um resultado ruim para mandar pro Facebook as "piadas criativas inéditas", aliás cadê elas agora? O humor está de luto porque perdeu o melhor material que tinham: Corinthians sem Libertadores. Mas com o talento que todos tem logo outras piadas com outros assuntos surgirão, não se preocupem.
Pensei em amigos, corinthianos eufóricos que sabiam que era difícil e trabalhoso ganhar do Boca mas que também sabiam que difícil não significa impossível. Pensei em amigos não corinthianos que preparavam mais uma onda de zoação e sarro quando tudo que fizeram caiu por terra.
Antes mesmo do jogo terminar, recebi um torpedo de um amigo colorado que dizia: "Acho que o Timão leva essa Patthy, guenta coração". E, em seguida ao primeiro gol de Sheik , outro torpedo, tentando explicar como se sente quem tem uma Libertadores: "Sei bem como é esse sentimento. Parabéns, agora é com vocês". E não tinha ideia de que era tão bom assim.. Esse amigo colorado conheço através da Comunidade 007 Brasil, somos fãs de 007, isso nos uniu, a paixão incomum por um grande personagem do cinema.
E logo após o jogo, coloquei meu cobertor do Corinthians nas costas e fui comemorar no quintal, depois voltei e ouvi Dudu Braga, filho do "Rei" Roberto Carlos eufórico dando entrevista na rádio Transamérica que sempre ouço no meu radinho de pilha do Timão que me acompanha desde a série "B". Desde a eliminação diante do Tolima essa foi uma volta por cima dada de maneira épica e única. Obrigada Corinthians!







 

terça-feira, 3 de julho de 2012

Bond Book´s Are Back with Jeffery Deaver: Com vocês Carte Blanche Parte 2: O lançamento

Fãs de 007 no lançamento oficial de Cart Blanche posam ao lado
do sósia de Sean Connery. Foto: Site James Bond Brasil


No último sábado dia 30 de junho a mais paulista das avenidas, acostumada às mais diversas manifestações civis e culturais recebeu mais um grande evento. A Editora Record com apoio da concessionária Bentley lançou o livro Carte Blanche de Jeffery Deaver, o mais novo romance literário do espião mais famoso do mundo, James Bond 007 na livraria Fnac.
O evento contou com a participação de Bruno Zolotar da Editora Record, Fabio Carmona e equipe do portal Comunidade 007 Brasil a comunidade oficial dos fãs brasileiros de 007, Eduardo Torelli, autor do livro Sexo Glamour & Balas, referência para todos que querem conhecer James Bond e item obrigatório (depois dos filmes) na estante e na cabeceira de todo Bondmaníaco brasileiro. Além de falar sobre os livros de 007 escritos por Ian Fleming, Torelli também falou sobre as polêmicas da Era Daniel Craig e o famigerado reboot em "Cassino Royale"(2006). E também das presenças especialíssimas de Sir Romano, sósia de Sean Connery que trouxe ainda mais elegância e sofisticação ao lançamento do livro e Marcos Kontze, o Marketto, administrador do site James Bond Brasil diretamente de Santa Maria - RS, que sempre brinda os fãs com informações exclusivas sobre o novo filme de 007 Operação Skyfall que estreiará ainda este ano nos cinemas de todo o mundo. Marcos Kontze aliás é referência em sites de cinema quando James Bond e seu novo filme são notícia.
Após o evento houve o coquetel de lançamento.
Confiram abaixo o vídeo feito pelo portal James Bond Brasil com uma pequena amostra de como foi o evento.






Embora não tenha ido por motivos pessoais  fiz este texto  para desejar o sucesso deste livro e também das comemorações dos 50 anos de James Bond no cinema. Um brinde à todos, especialmente à Jeffery Deaver e meus queridos parceiros e amigos da Comunidade 007 Brasil e do James Bond Brasil. Shaken not stirred!