My name is Patthy... Bondgirlpatthy

Bem - vindos ao meu cantinho virtual . A "casa" está sempre aberta à todos que queiram vir aqui ler e comentar meus posts. Este blog não tem compromisso jornalístico portanto não tem compromisso com a imparcialidade. Mas o meu compromisso com a democracia continua. Aqui toda opinião é importante e respeitada. Fiquem à vontade, a "casa" é de vocês. Voltem sempre q quiserem . Um beijo com muito carinho e obrigada.


segunda-feira, 12 de março de 2012

América Celebra Chespirito (e eu também) Minha "epopéia" para assistir à homenagem

Em compania do meu Chavinhos assistindo pelo site do Canal de
Las Estrellas
Como vocês podem notar na foto ao lado, consegui assistir ao América Celebra Chespirito sem precisar de TV a cabo e nem sair de casa. Mas para chegar a esse verdadeiro êxito foi difícil.
Primeiro achava que o SBT iria abrir uma excessão e exibir a homenagem na íntegra já que foi uma das emissoras que participou da convocatória para a megacoreografia. Santa igenuidade a minha imaginar que Silvio Santos faria algo assim já que nem horários de programação ele respeita.
Pois bem, comecei minha empreitada atrás de parentes que possuíssem TV a cabo para que eu pudesse acompanhar tudo e  não obtive sucesso. É que os assinantes desse tipo de serviço normalmente optam por pacotes básicos ou mesmo não fazem questão de canais estrangeiros a não ser quando esses exibam seriados americanos e esportes. Há a TLN que passa episódios de Chaves e Chapolin em horários alternativos mas não quis arriscar pois vai que a TLN não transmitisse o evento por qualquer motivo.
Então ontem  revirei a internet atrás de um desses sites que transmitem TVs on line de graça. E achei um chamado Justin TV (que nada tem a ver com Justin Bieber).
Durante o dia, testei e cheguei a assistir trechos de um programa musical chamado Domingazo. Muito interessante, no estilo dos velhos musicais anos 80. Platéia e artistas logo de manhã caracterizados de personagens que foram criados por Chespirito.
À noite, jantei meu pãozinho com manteiga costumeiro e tomei banho mais cedo para que as 21:00h (horário de Brasília) pudesse acompanhar tudo.
Liguei o computador às 20:50h e tentei por uma hora e 50 minutos sintonizar.  Perdi o site e não anotei nada do que tinha feito de manhã. E para completar, a Telefônica com sua conexão que não é lá essas coisas e as constantes interrupções da transmissão devido à grande demanda de internautas acompanhando atrapalhavam um pouco mas nada que tirasse a emoção de se acompanhar uma homenagem como esta. Claro que minha emoção jamais se comparará à dos fãs que lá estavam entre eles, brasileiros como Maurício Trilha e Felipe Chambón. E mesmo distante, por várias vezes impossível controlar as lágrimas que muitas vezes enxuguei no chapéu do meu bonequinho do Chaves que segurei o tempo inteiro como se quisesse através disso abraçar aquele homem que tantas vezes me fez rir e esquecer até mesmo de problemas por alguns instantes.
A primeira cena que vi as 22:00h foi Thalia que é conhecida aqui no Brasil pelas novelas mexicanas especialmente Maria do Bairro. Ela emocionou à todos cantando "Gracias",  sentada ao lado de Chespirito e sua esposa Florinda Meza, acariciava com ternura o rosto dele já com as marcas de um "jovem" de 83 anos. Como foi lindo quando Florinda fazia o mesmo vez enquando e o beijava com amor.


Artistas, fãs, amigos, familiares e até mesmo diretores da Televisa e intelectuais, grandes escritores mexicanos prestaram sua homenagem carinhosa a Chespirito que criou algo tão simples mas que rompeu fronteiras inimagináveis. Gente de todo tipo e de todas as partes da América Latina e homenagens de várias formas.
Os trabalhos sociais de Chespirito também foram lembrados. Seu personagem, Chaves, é órfão e usando isso para a caridade a Fundação Chespirito auxilia pessoas órfãs e humildes. Lágrimas vieram ao rosto dele quando na homenagem dos imitadores foi preparado e entregue um gigantesco sanduíche de presunto cenográfico.
Uma escola e um projeto social idealizado por fãs venceram o concurso do Cuentanos tu história, cujo objetivo era relatar o que você aprendeu vendo Chaves e como isso mudou sua vida. Sentimentos como solidariedade e bondade foram destaque.
Um grupo de cantores vestidos como Chapolin cantaram uma linda música "Señor Corazón" destacando os sentimentos bons que Roberto Bolaños incentivou em seu público ao longo dos anos e o encerramento memorável com todos cantando Viva el Amor.
Não posso deixar de destacar também um fã colombiano com 13 anos portador de uma doença (provávelmente síndrome de down) vestido como Chaves, foi ao México abraçar Chespirito, dando - lhe o abraço e os beijos que todos os fãs queriam dar. Nessa hora chorei mais ainda.
Só lamento não ter visto a coreografia brasileira e a reação do homenageado ao nos ver, embora chegasse a ver o produtor do programa do Ratinho, Murilo, receber o troféu em nome da coreógrafa Luciana Maradei após o resultado ser anunciado.
Como disse,  comecei a ver com uma hora de atraso e mesmo assim foi inesquecível para mim e todos que participaram mesmo que um pouquinho de nada (como foi meu caso) desta grande homenagem feita com todo amor a um grande artista e um grande ser humano. Gracias por tudo Chespirito, Gracias Señor Corazón y Viva el Amor!

4 comentários:

  1. Patthy querida, adorei o artigo. Como sempre, muito bem redigido. Não digo que sou fã do Chaves e Chapolin, porque estaria mentindo, mas gosto e me divirto muito quando assisto às reprises no canal pago Cartoon Network. Agora, se existe algo que eu gosto, são essas pequenas "bugigangas" como as expostas aí em sua escrivaninha. Simplesmente amei o seu "relicário" do Chaves, viu... Beijocas.
    Ah, agora vai lá no meu e divirta-se com a nova diagramação e os artigos postados.

    ResponderExcluir
  2. Dani obrigada por sua visita carinhosa e seu comentário. Vi q vc gostou das minhas "coisinhas". Eu mesma é q limpo e arrumo tudo. Ah esse Chavinhos é aquele da promoção do Mc Donalds q teve uma vez. Comi o Mc Lanche Feliz só por causa dele e depois minha mãe acabou achando uma bonequinha da Paty (a sobrinha do Paraíso... do Céu, digo da Srtª Glória) na rua e guardei ela tb. Descobri q esses bonecos do Chaves são vendidos nas lojas de brinquedos do México e vem em caixinhas tb. É normal pois são produtos c/ a marca Televisa assim como ocorre c/ a Globomarcas aqui no Brasil por exemplo, c/ a diferença q os da Globo só compra pelo site. Vou no seu blog agora. Bjs

    ResponderExcluir
  3. Querida,
    Fiquei emocionada só de ler o artigo. Eu também não sou fã do Chaves como você. Mas eu sou FÃ. Eu tenho meus ídolos e a gente sabe como é quando queremos muito algo, quando nos esforçamos para uma homenagem como esta que você participou. Eu tenho orgulho de você, você vai em frente, não importa e não permite que sua limitação te impeça. Isso é uma lição que MUITA GENTE devia aprender: quando queremos, temos que nos esforçar e conseguimos!
    Eu parabenizo você e no dia do fã nos encontraremos e eu te abraçarei pessoalmente. Parabéns pelos esforços e pela homenagem.
    Beijos,
    Mary

    ResponderExcluir
  4. Mary, obrigada por suas palavras. Tb vejo e testemunho suas alegrias como fã e participei de duas delas, uma via telefone (Anthony Daniels) e outra ao vivo (Jeremy Bulloch, aliás obrigada por essa oportunidade única ele é uma simpatia realmente). Infelizmente amiga, se o Dia do Fã for dia 25 não vou poder comparecer, tenho um compromisso q foi marcado antes de saber a data do dia do fã. Mas quero te rever sim e vamos matar a saudade. Vamos marcar um dia ok? Bjs

    ResponderExcluir

Deixem sua opinião aqui. Ela será lida e respeitada