My name is Patthy... Bondgirlpatthy

Bem - vindos ao meu cantinho virtual . A "casa" está sempre aberta à todos que queiram vir aqui ler e comentar meus posts. Este blog não tem compromisso jornalístico portanto não tem compromisso com a imparcialidade. Mas o meu compromisso com a democracia continua. Aqui toda opinião é importante e respeitada. Fiquem à vontade, a "casa" é de vocês. Voltem sempre q quiserem . Um beijo com muito carinho e obrigada.


quinta-feira, 7 de maio de 2009

Recordar é viver

Gugu Liberato e eu na tarde de atógrafos do livro "Sou Pai e Agora?" dia 07 de Julho de 2003 na Saraiva Megastore do Shoping Center Norte



Impressionante como um passeio turístico inocente pode se tornar em poucos minutos um motivo para se recordar momentos inesquecíveis, os quais apenas a memória registrou e, embora não haja provas fotográficas, as imagens ainda vivem em minha mente como se aquele dia tão doce nunca tivesse acabado.
Tudo começou quando a minha prima Rosângela teve a idéia de ir ao Playcenter para levarmos nosso primo Jailton que estava a passeio, vindo da cidade de Amargosa – BA para nos conhecer e conhecer São Paulo. Estávamos todos animados com a idéia. A Ro não via a hora de brincar e se divertir, o Jailton, curioso com o lugar, se dispôs a brincar em todos os brinquedos, mesmo não tendo uma idéia real de como era o parque.
A tia Terezinha compartilhava do mesmo sentimento dele porque mesmo morando em São Paulo nunca foi até lá. Minha mãe foi apenas acompanhar a todos nós e eu também, afinal quis “pegar uma carona” nesta grande brincadeira em família.
No sábado, dia 12 de março, logo de manhã fomos para lá. Uma viagem muito rápida, mas legal. Logo na entrada do parque foram tiradas as primeiras fotos. E logo, Jailton e Rosângela já estavam brincando em tudo, girando até de cabeça para baixo. Eu mesma não fui em quase nada. Os brinquedos lá são muito altos e eu morro de medo de altura além é claro, das restrições pelos meus limites físicos. Fui duas vezes no cinema três D onde todos tinham a sensação de um cara que descia perigosamente com um carrinho de rolimã, batendo em carros, fugindo da polícia, caindo em penhascos e também passando debaixo de caminhões. Só faltou 007 para o filme ser perfeito. Uma coisa eu sei: que estou preparada para ser a bondgirl titular do próximo filme de Bárbara Broccolli e Michael G. Wilson, donos da marca James Bond (quem dera, ai, ai!). Também andei no autopista, no Splash (duas vezes, que mergulhos meu Deus) e também na Happy Mountain, uma simpática taturaninha cor de rosa muito legal.
Mas um brinquedo que eu não fui foi o que mais gostei. Simplesmente porque foi abaixo dele (Looping Star) que vivi um dos dias mais felizes da minha vida, 29 de novembro de 1992, quando durante um show do Gugu Liberato eu subi no palco, abracei, beijei e também dancei com ele o “Baile dos Passarinhos” (essa história foi publicada neste mesmo blog com o título “Um dia que enquanto eu viver, jamais esquecerei”). Só sei que ao avistar o brinquedo, essas imagens que ninguém tirará do meu coração, ainda que eu morra neste instante renasceram dentro de mim, ainda mais nítidas e belas. Não chorei porque estava rindo com a gritaria do pessoal nos brinquedos e as brincadeiras em família. Meus olhos, porém cintilavam e meu coração batia acelerado. Quase podia senti – lo nas minhas mãos. Foi nostalgia pura que só agora quem ler esse texto vai compreender. Revia Gugu e eu, abraçados, observando o mar de gente que nos observava. Minha emoção ao chegar perto dele, os passos da coreografia de seu maior sucesso musical até hoje, tudo enfim. Obrigada Ro por você ter tido essa idéia e me ter feito recordar com ainda mais intensidade um dia inesquecível para mim. “Se estamos juntos, tudo fica mais feliz”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixem sua opinião aqui. Ela será lida e respeitada